A culpa é minha e eu coloco em quem eu quiser

Hoje passei a tarde num dos meus lugares preferidos: a estrada.

Poderia muito bem ter sido artista de circo, ou motorista de caminhão. Seria feliz vivendo assim, uma vida meio nômade.  Como sempre tive mais sorte que juízo, me encontrei numa profissão que também tem como pré-requisito a-do-rar uma estradinha!

Nas primeiras viagens a trabalho descobri um grande truque: comer num restaurante de posto de gasolina, só se tiver caminhão no estacionamento. Caminhoneiro não gosta de passar aperto – já basta ter que viver longe da dona patroa.

Saindo de Los Angeles sentido norte pela PCH 1 – a Pacific Coast Highway, que contorna o litoral da Califórnia – a senha são os motoqueiros. Nos fins de semana é só parar onde estiverem dezenas de motocicletas para comer o melhor fish & chips da sua vida!

Ah, a estrada tem seus sabores… O pastel do Batovi, em São Gabriel. A coxinha de galinha com massa feita de batata, da Casa das Cucas perto de Barra do Ribeiro.

Não me lembro o que comi no caminho entre Puno, no Peru, e Copacabana, na Bolívia, mas devo ter bebido muito chá de coca. O chá de folha de coca é usado para combater enjôo e enfrentar bem a altitude nos países andinos – ainda tenho uma camiseta, já puída, que diz “La hoja de coca no es droga”. E só mesmo com esse chá para aguentar aquela viagem: num micro ônibus, quase uma Kombi, carregadinha de gente e animais e sacolas.  Chovia e minha mochila que acomodaram no teto da Kombi chegou encharcada! Prá completar (porque sem “emoção” não tem graça) não sabia se o motorista podia contar com o freio naquela estrada estreita, longa, sinuosa.

Era a própria “The Long and Winding Road”, uma das músicas de que mais gosto. Foi composta por Paul McCartney na época em que a jornada dos Beatles chegava ao fim.

Me fascinam as paisagens que a gente encontra pelo caminho (a imagem abaixo é de uma beira de estrada na Bulgária).  No Brasil, sinto falta de mirantes onde seja possível parar, tirar uma fotografia… Tem tanto lugar de tirar o fôlego que passa despercebido…

Dia desses também senti falta daquelas frases nos para-choques dos caminhões. Era a grande diversão quando cruzávamos o país, na época de criancinhas, a bordo de Fusquinha ou Passat.

Pois encontrei a filosofia de caminhoneiro bem viva na internet:

“Mais perigoso que cavalo na estrada é um burro no volante”

“Mais vale chegar atrasado neste mundo, do que adiantado no outro”

“Para quem está perdido, qualquer atalho serve”

“Velocidade controlada pelos buracos da estrada”

“A alegria de poste é estar num mato sem cachorro”

“A fé remove montanhas, mas com dinamite é mais rápido”

“A felicidade não é um destino, mas uma maneira de viajar”

Conhece alguma frase de para-choque inesquecível? Tem uma dica de onde comer bem na estrada? Deixa aqui!

*******

“(…) Two roads diverged in a wood, and I –  I took the one less traveled by, and that has made all the difference.” (The Road not Taken, Robert Frost)

Anúncios

8 respostas em “A culpa é minha e eu coloco em quem eu quiser

  1. Adorei o título, “A culpa é minha e eu coloco em quem eu quiser”. É uma pena que tenham sido proibidas as frases de caminhões, pois faziam parte da cultura brasileira e certamente tornavam a viagem bem mais divertida e até pensativa, muitas verdades eram expostas. Gosto sempre: “Pensar enlouquece, pense nisso”.
    Beso e suerte, sempre!
    TITINA

  2. Outra viagem fantástica lendo teu texto!!! Esqueceste o a la minuta do Batovi??? 2 ovos, um bifão, batatas fritas e arroz!!! É delicioso!!! Beijos

  3. Tan Tan,
    “A culpa é minha e coloco em quem eu quiser”! Isso me economiza horas de terapia… QUE argumento incontestável para as minhas “trocas de idéias” com o Fô.
    Se algum dia puder viajar para o Peru o Bolívia, lembrarei de levar o meu melhor (ou maior) cocar, uma garrafa de uísque e um vaso com uma folhagem de coca… que uma folha é pouco para agüentar a tal Kombi.
    Bjs

E tu, o que me dizes?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s