Garrafas ao Mar

Prefácio de Isabel Allende para “As Veias Abertas da América Latina”, de Eduardo Galeano: “Escrever um livro – me diz Galeano – é como colocar uma mensagem dentro de uma garrafa e atirá-la ao mar. A possibilidade de que alguém a recolha e leia é sempre remota”.

Gostei dessa analogia. Escrevo porque é catártico, libertador, terapêutico. Escrevo prá não esquecer. E então lanço minhas “garrafas” neste mar cibernético… A propósito, viva a era do copyleft! Viva essa biblioteca, essa banca de revistas virtual que é a internet!

É o que me permite reproduzir aqui, texto reproduzido no blog do escritor Luís Augusto Fischer, “Dez motivos para blogar”:

1. Você pode (quase) tudo. Quando faltar inspiração, escreva uma lista de dez motivos para fazer alguma coisa. No final, acabará se divertindo.    

2. É bom ter audiência, mesmo sem fazer idéia de quem são os leitores. Você apenas precisa aprender a lidar com essa relação meio íntima com leitores tão anônimos.

3. Com o tempo você percebe que sobrevive sem comentários. Segundo as estatísticas, apenas 1% dos leitores deixa um. Então pare de implorar pelos comentários dos amigos.

4. Blogar ajuda a organizar as idéias, exercitar a escrita e você ainda corre o risco de escrever algo realmente  bom.

5. Amigos distantes, ou distanciados, se sentem próximos ao ler o seu blog. Você só se expõe se, e o quanto, quiser.

6. Você está deixando um registro histórico, da sua vida ou da sua época, embora isso pareça uma grande pretensão agora.

7. O fato de blog não dar dinheiro não é motivo para parar. Pense bem: você realmente não começou porque havia essa possibilidade.

8. Provavelmente você terá mais leitores do que se publicar um livro.

9. Você pode terminar uma lista de dez com nove itens e nenhum editor vai chamar a sua atenção.

*******

Agora, da série “Poemas no Ônibus e no Trem” da Prefeitura de Porto Alegre, para inspirar seu dia:

“Ela me olha com olhos de rapina e sedução – abutre debruçado sobre a carcaça que me resta. E diz que é paixão.” (“Espreita”, José Carlos Aragão)

Anúncios

2 respostas em “Garrafas ao Mar

  1. Bom, aqui estou eu representando a pequena parcela dos leitores que deixam um comentário.
    Eu escrevo pouco, não consigo manter o foco no assunto que comecei a tratar, portanto, não posso ter um blog. Nesse caso, leio a produção de alguns amigos e muitos desconhecidos e me faço presente no mundo virtual com alguns comentários. Como sempre, as tuas postagens me encantam. Enquanto escreves por necessidade da alma, eu leio.
    Beijo grande!

E tu, o que me dizes?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s